Star Wars: Kenobi | Review

Nós já vimos Obi-Wan Kenobi se tornar um Mestre Jedi nos episódios I, II e III; e também o vimos guiar Luke na trilogia original,  no entanto quase nada se sabe sobre os 19 anos em que ele viveu como um eremita em Tatooine. Em Star Wars: Kenobi da Editora Aleph, conhecemos mais sobre esse período em que Obi-Wan passou protegendo o jovem Luke e escondendo de todos a sua verdadeira identidade nos desertos escaldantes do planeta natal da linhagem Skywalker. 

Além de nos apresentar um protagonista profundamente afetado pelo destino de Anakin, John Jackson Miller desenvolve com detalhes a cultura dos povos de Tatooine. Dos fazendeiros de umidades, passando pelo povo da areia até o submundo dos Hutts - Tatooine é muito mais que um deserto, ele explode com conflitos e intrigas e Obi-Wan cai no meio disso tudo de pára-quedas. É importante dizer que, por mais rica e cuidadosa que seja a abordagem do autor, atualmente a coleção Legends (da qual Kenobi faz parte) não pertence ao universo canônico de Star Wars, ou seja, não é mais considerada como oficial. O que não impede que ela seja uma ótima leitura e que traga pistas de como pode ser o futuro filme solo de Obi-Wan.
Star Wars: Kenobi é apenas uma história dentre todas as outras que Kenobi provavelmente viveu em Tatooine, digo isso porque, muitas vezes ao ler a sinopse deste livro podemos imaginar que ele aborda a passagens dos anos, mas a verdade é que nele estão sendo descritos eventos bem específicos que se passam em um período de tempo relativamente curto se comparado aos 19 anos que ele ficou sendo conhecido como o "Ben Maluco" nos desertos de Tatooine.

É impossível não comparar a história com os famosos westerns - os filmes de bang bang americanos. Afinal, Kenobi é um forasteiro que chega à uma pequena comunidade trazendo consigo desconfiança e curiosidade sobre seu passado misterioso. 

A história de Obi-Wan (ou Ben), começa devagar, bem devagar enquanto ele se envolve com os fazendeiros de umidade e o embate quase contínuo deles com os tuskens (o povo da areia). Por mais que a trama demore a se desenrolar, cada página nos mostra um pouco mais do o universo de Star Wars, e como nosso herói se adapta a um estilo complemente novo de vida que está longe de ser mais simples.

Um conselho? Não se deixe levar pela quantidade de páginas. Star Wars: Kenobi possui 522 páginas, onde apenas 400 são compostas de textos. Existem 122 páginas de transição entre os 47 capítulos divididos em 3 partes. A leitura é extremamente leve e a sua arte de capa que apresenta Kenobi imaginado como Ewan McGregor transforma o livro em um item que poderia muito bem ser usado como decoração (após a leitura, claro!)

Se você ficou interessado em adquirir Star Wars: Kenobi e ainda quer ajudar o Lembas Élficas a criar cada vez mais conteúdo, use o nosso link da Amazon: http://amzn.to/2D0zyC8

O valor da comissão não é alto, mas sua compra será um grande incentivo para continuarmos com nossas reviews :D



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lembas no Whatsapp!

Sorteio | Somos 10K - Edição Dancing Groot